DESTAQUES
Michelly denuncia contratações sem critérios na Educação de Cuiabá - Política

Vereadora diz que pessoas sem qualificação foram escolhidas e pede ação do Ministério Público Estadual

 

A vereadora Michelly Alencar (DEM) denunciou em suas redes sociais, nesta semana, supostas contratações temporárias sem critérios feitas pela Secretaria de Educação de Cuiabá.

 

Conforme ela, um processo seletivo escolheu pessoas sem qualificação em detrimento de profissionais com experiência, mestrados e que, até o ano passado, entravam por mérito no certame.

 

“A Prefeitura está fazendo contratações temporárias sem critérios técnicos e sem transparência. Parece que já vimos este filme antes. Pessoas sendo escolhidas a dedo, por critérios subjetivos e não por currículo”, disse.

Segundo Michelly, mais de 400 profissionais foram lesados pelo processo seletivo feito pelo Instituto Selecon, contratado pela Prefeitura de Cuiabá.

 

Ela citou como exemplo uma profissional que possui mais de 30 anos de carreira e que, no ano passado ficou em 2º lugar no processo seletivo, mas que neste ano foi descartada.

 

“Pessoas com qualificação técnica inferior foram contratadas. Foram apontadas inúmeras falhas no sistema para o envio de documentos e o descaso da Prefeitura em olhar para essa situação”, disse.

 

A parlamentar disse que o Instituto Selecon “não dá respostas” e apenas manda os profissionais procurarem a Secretaria de Educação que, por sua vez, repassa a obrigação para a empresa contratada. “E ficamos neste jogo de empurra-empurra”.

 

Ao todo, são 1.605 vagas para preenchimento imediato nos cargos de professor, técnico de desenvolvimento infantil, auxiliar de serviços gerais, entre outros.

 

A vereadora lembrou que, recentemente, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) já foi afastado do cargo por direcionamento de contratações temporárias na área da Saúde e afirmou que está cobrando esclarecimentos da Prefeitura.

 

“Não podemos deixar esse filme se repetir”, afirmou.

Denúncia ao MPE

 

Michelly afirmou que, em parceria com o colega da oposição Dilemário Alencar (Podemos), está em contato com o Ministério Público Estadual (MPE) para denunciar o caso na Educação.

 

No vídeo postado, Dilemário afirmou que o Instituto Selecon “tem diversas denúncias a respeito desses processos seletivos” e insinuou que o prefeito da Capital poderia estar tentando formar um novo “canhão político”, após ter sido alvo de operação.

 

Não é justo você deixar pessoas extremamente qualificadas de fora. Queremos pedir aqui para o Ministério Público agir. Estou desconfiado que essa Selecon está fazendo o jogo do prefeito para criar um novo ‘canhão político’”, disse.

 

Deixe seu comentário

0 Comentários

MAIS DESTAQUES

Geral

Motorista tenta ultrapassagem e bate HB20 em Gol em rodovia de MT - Cidade
Cidade

Motorista tenta ultrapassagem e bate HB20 em Gol em rodovia de MT

Após perder casa por conta da chuva, homem usa jangada para ajudar no resgate de vizinhos na BA: '85 voltas desde 4h da manhã' - Cidade
Cidade

Após perder casa por conta da chuva, homem usa jangada para ajudar no resgate de vizinhos na BA: '85 voltas desde 4h da manhã'

Emanuel Pinheiro determina criação de plano de contingência para enfrentamento de surto gripal - Saúde
Saúde

Emanuel Pinheiro determina criação de plano de contingência para enfrentamento de surto gripal

Economista avalia que, apesar de melhora em comparação a anos anteriores, 2022 não será ano de crescimento - Economia
Economia

Economista avalia que, apesar de melhora em comparação a anos anteriores, 2022 não será ano de crescimento

Mauro deverá ter pelo menos sete baixas em seu staff principal; apenas Gilberto confirma candidatura - Política
Política

Mauro deverá ter pelo menos sete baixas em seu staff principal; apenas Gilberto confirma candidatura

Justiça determina ampliação de cobertura de tratamento oncológico - Saúde
Saúde

Justiça determina ampliação de cobertura de tratamento oncológico

TCE-MT indefere pedido de cautelar que impediria distribuição de 15 mil cestas básicas pela Prefeitura de Cuiabá - Política
Política

TCE-MT indefere pedido de cautelar que impediria distribuição de 15 mil cestas básicas pela Prefeitura de Cuiabá

Operação Fim de Ano da PM prende 1,8 mil pessoas em MT - Policial
Policial

Operação Fim de Ano da PM prende 1,8 mil pessoas em MT

Deputada diz que “Brasil precisa avançar” e vê solução em 2022 - Saúde
Saúde

Deputada diz que “Brasil precisa avançar” e vê solução em 2022

Mudança na previdência desagrada militares de MT - Política
Política

Mudança na previdência desagrada militares de MT

Beto diz que DEM tentou “arrancar de Mauro” se ele irá para reeleição, mas não houve resposta - Política
Política

Beto diz que DEM tentou “arrancar de Mauro” se ele irá para reeleição, mas não houve resposta

O retorno da inflação em 2021: veja como a alta de preços afetou a economia e o bolso dos brasileiros - Economia
Economia

O retorno da inflação em 2021: veja como a alta de preços afetou a economia e o bolso dos brasileiros

China impõe lockdown a 13 milhões para conter surto de Covid-19 - Saúde
Saúde

China impõe lockdown a 13 milhões para conter surto de Covid-19

Governo recupera 12,6% do que o TCU aponta como pagamentos irregulares do auxílio emergencial - Economia
Economia

Governo recupera 12,6% do que o TCU aponta como pagamentos irregulares do auxílio emergencial

Mato Grosso recebe 81.900 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (23) - Saúde
Saúde

Mato Grosso recebe 81.900 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (23)

Governo anuncia quitação de dívida do VLT: “Não devemos mais” - Economia
Economia

Governo anuncia quitação de dívida do VLT: “Não devemos mais”

Mion paga promessa por entrar na Globo e caminha 110km - Cultura
Cultura

Mion paga promessa por entrar na Globo e caminha 110km

Botelho critica alterações em projeto e diz que vota com Janaina - Saúde
Saúde

Botelho critica alterações em projeto e diz que vota com Janaina