DESTAQUES
Paccola cita hipocrisia e diz que abrir mão de verba é “imbecilidade” - Política

Vereador diz que moralistas “jogam para a platéia” e que na há aumento de gastos, mas sim redução

 

O vereador de oposição Tenente-coronel Marcos Paccola (Cidadania) saiu em defesa da criação dos auxílios transporte, saúde e alimentação para parlamentares da Câmara de Cuiabá. As benesses totalizam R$ 8 mil.

 

Para Paccola, é “hipocrisia” aqueles que criticam as verbas. Segundo ele, os valores somados ao novo valor da verba indenizatória (R$ 14 mil) chegam a R$ 22 mil, uma redução de R$ 3 mil em relação aos valores praticados em 2021, quando a V.I. era de R$ 18 mil e a verba de gabinete, R$ 7 mil – somando R$ 25 mil.

 

“Não houve aumento de gastos com o pagamento de verbas e auxílios e por isso meu posicionamento é favorável”, afirmou.

Em uma publicação no Instagram, o vereador usou uma lousa para explicar o que chama de readequação dos valores – veja o vídeo no final da matéria.

 

Ele criticou aqueles que apontam majoração de valores, mas afirmou que o maior problema estaria na prestação de contas.

 

“Os custos não foram majorados como alguns ‘moralistas’ estão jogando para a platéia. Na minha opinião como cidadão, não são os gastos o maior problema, mas sim a ausência de transparência na prestação de contas”, disse.

 

Ao explicar os novos valores, Paccola salientou que os contratos de locação de veículos e fornecimento de combustível para cada gabinete serão cancelados.

 

A partir de agora, os custos com transporte para apoio das atividades de cada vereador serão pagos em forma de auxílio transporte, ficando sob responsabilidade de cada um fazer a gestão dos recursos recebidos.

 

Segundo Paccola, os que criticam as verbas hoje estão “recebendo silenciosamente amanhã” e abrir mão dos recursos resultaria apenas em retorno do valor ao orçamento da Casa, sendo o uso destinado pela Mesa Diretora “da forma que bem entender”.

 

“Vou fazer a melhor gestão possível com esses recursos e podem ter certeza que abrir mão do recebimento é – não vejo outra classificação – uma imbecilidade, até porque esse dinheiro não volta para a população, a não ser que eu utilize para esse fim”, disse.

 

“Veremos os críticos de hoje recebendo silenciosamente amanhã todos os recursos sem abrir mão de recebê-los. Demagogia ou hipocrisia que chama?”, alfinetou.

Deixe seu comentário

0 Comentários

MAIS DESTAQUES

Geral

Motorista tenta ultrapassagem e bate HB20 em Gol em rodovia de MT - Cidade
Cidade

Motorista tenta ultrapassagem e bate HB20 em Gol em rodovia de MT

Após perder casa por conta da chuva, homem usa jangada para ajudar no resgate de vizinhos na BA: '85 voltas desde 4h da manhã' - Cidade
Cidade

Após perder casa por conta da chuva, homem usa jangada para ajudar no resgate de vizinhos na BA: '85 voltas desde 4h da manhã'

Emanuel Pinheiro determina criação de plano de contingência para enfrentamento de surto gripal - Saúde
Saúde

Emanuel Pinheiro determina criação de plano de contingência para enfrentamento de surto gripal

Economista avalia que, apesar de melhora em comparação a anos anteriores, 2022 não será ano de crescimento - Economia
Economia

Economista avalia que, apesar de melhora em comparação a anos anteriores, 2022 não será ano de crescimento

Mauro deverá ter pelo menos sete baixas em seu staff principal; apenas Gilberto confirma candidatura - Política
Política

Mauro deverá ter pelo menos sete baixas em seu staff principal; apenas Gilberto confirma candidatura

Justiça determina ampliação de cobertura de tratamento oncológico - Saúde
Saúde

Justiça determina ampliação de cobertura de tratamento oncológico

TCE-MT indefere pedido de cautelar que impediria distribuição de 15 mil cestas básicas pela Prefeitura de Cuiabá - Política
Política

TCE-MT indefere pedido de cautelar que impediria distribuição de 15 mil cestas básicas pela Prefeitura de Cuiabá

Operação Fim de Ano da PM prende 1,8 mil pessoas em MT - Policial
Policial

Operação Fim de Ano da PM prende 1,8 mil pessoas em MT

Deputada diz que “Brasil precisa avançar” e vê solução em 2022 - Saúde
Saúde

Deputada diz que “Brasil precisa avançar” e vê solução em 2022

Mudança na previdência desagrada militares de MT - Política
Política

Mudança na previdência desagrada militares de MT

Beto diz que DEM tentou “arrancar de Mauro” se ele irá para reeleição, mas não houve resposta - Política
Política

Beto diz que DEM tentou “arrancar de Mauro” se ele irá para reeleição, mas não houve resposta

O retorno da inflação em 2021: veja como a alta de preços afetou a economia e o bolso dos brasileiros - Economia
Economia

O retorno da inflação em 2021: veja como a alta de preços afetou a economia e o bolso dos brasileiros

China impõe lockdown a 13 milhões para conter surto de Covid-19 - Saúde
Saúde

China impõe lockdown a 13 milhões para conter surto de Covid-19

Governo recupera 12,6% do que o TCU aponta como pagamentos irregulares do auxílio emergencial - Economia
Economia

Governo recupera 12,6% do que o TCU aponta como pagamentos irregulares do auxílio emergencial

Mato Grosso recebe 81.900 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (23) - Saúde
Saúde

Mato Grosso recebe 81.900 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (23)

Governo anuncia quitação de dívida do VLT: “Não devemos mais” - Economia
Economia

Governo anuncia quitação de dívida do VLT: “Não devemos mais”

Mion paga promessa por entrar na Globo e caminha 110km - Cultura
Cultura

Mion paga promessa por entrar na Globo e caminha 110km

Botelho critica alterações em projeto e diz que vota com Janaina - Saúde
Saúde

Botelho critica alterações em projeto e diz que vota com Janaina