DESTAQUES
Mudança na previdência desagrada militares de MT - Política

O deputado estadual e sargento da Polícia Militar, Elizeu Nascimento (PSL), entrou em conflito com parte das lideranças de policiais e bombeiros, que se mostraram insatisfeitas com a aprovação da alíquota progressiva para os militares mato-grossenses. Elizeu é acusado de ter negociado a aprovação da nova lei com o governador Mauro Mendes (DEM) sem ouvir a categoria. A lei define a alíquota de 14% para militares que recebem salário ou aposentadoria acima de R$ 9 mil.

 

Em nota, a Associação de Cabos e Soldados (ACS), da Associação dos Ofíciais da Polícia e Bombeiro Militar de Mato Grosso (Assof) e da Associação dos Sargentos, Subtenentes, Oficiais Administrativos e Especialistas, Ativos e Inativos da PM e dos Bombeiros (Assoade) criticam o projeto do executivo defendido por Elizeu Nascimento. “O correto é a aplicação de 10,5% a todos policiais, sem segregação. Inclusive, já estava em finalização um relatório do trabalho da comissão de progressão salarial juntamente com as associações representativas indicando a mudança. Porém, em meio a uma jogada política, foi feito o anúncio de que a alíquota de 10,5% não é para todos. Todo o trabalho da comissão foi jogado no lixo”, diz trecho da nota encaminhada à imprensa pelo presidente da ACS, Laudicério Machado.

 

Entenda o cálculo
A nova previdência dos militares foi aprovada na semana passada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). A nova lei teve função dupla: reduziu a alíquota de 14% para 10,5% que era cobrada de militares que ganhavam até o teto de R$ 9 mil, mas manteve a cobrança de 14% para militares que ganham acima de R$ 9 mil. A lei determina que se um militar ganha R$ 10 mil, por exemplo, a alíquota de 10,5% incidirá sobre o valor até R$ 9 mil e a alíquota de 14% incidirá sobre o excedente do teto. A lógica é a mesma para os militares inativos.

 

Antes das discussões envolvendo a reforma da previdência, aprovada primeiro no Congresso Nacional e depois nos estados, o governo cobrava alíquota de 11% sobre salários e aposentadorias. Com a reforma a alíquota passou a ser de 14% para civis. O governo passou a cobrar 14% também para militares. As associações militares defendem, porém, o governo federal fez diferenciação dos dois casos e determinou que via decreto federal que a cobrança no caso dos militares deveria ser de 10,5%.

 

Na visão dos militares, Mauro Mendes vinha cobrando a alíquota de 14% de forma errônea e sem previsão legal. A cobrança foi atacada em diversas ações judiciais e em muitos casos os militares conseguiram obter algumas liminares, que caíram no início deste ano. Apenas a Associação de Cabos e Soldados (ACS) manteve liminar para que fosse cobrada alíquota de apenas 10,5%.


Agora, com a nova lei, a alíquota considerada irregular foi mantida apenas para salários do alto escalão, o que deve atingir principalmente oficiais da PM.

 

Outro lado
A reportagem tentou contato com o deputado Elizeu Nascimento, mas até o fechamento da edição, às 21 horas, nenhuma resposta foi enviada.

Deixe seu comentário

0 Comentários

MAIS DESTAQUES

Política

Pastor Jackson Messias anuncia pré candidatura a deputado estadual - Política
Política

Pastor Jackson Messias anuncia pré candidatura a deputado estadual

Fábio Garcia leva invertida de Emanuelzinho ao tentar prejudicar Cuiabá - Política
Política

Fábio Garcia leva invertida de Emanuelzinho ao tentar prejudicar Cuiabá

Ascensão em MT - Política
Política

Ascensão em MT

Emanuel reduz carga horária de servidores da prefeitura que têm dependentes com deficiência - Política
Política

Emanuel reduz carga horária de servidores da prefeitura que têm dependentes com deficiência

Emanuel destaca apoio da prefeitura à investigação e aponta
Política

Emanuel destaca apoio da prefeitura à investigação e aponta "perseguição" a ex-secretário

Mulheres do Judiciário e militares são homenageadas pelo presidente da Câmara de Cuiabá - Política
Política

Mulheres do Judiciário e militares são homenageadas pelo presidente da Câmara de Cuiabá

Aniversário do Juca do Guaraná foi uma festa solidária - Política
Política

Aniversário do Juca do Guaraná foi uma festa solidária

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinherio, recém-filiada ao PV, será mesmo candidata à deputada estadual. - Política
Política

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinherio, recém-filiada ao PV, será mesmo candidata à deputada estadual.

Emanuel detona governador e manda
Política

Emanuel detona governador e manda "lavar a boca para falar da família Pinheiro"

Pinheiro anuncia entrega 100% do asfalto no bairro Jardim Vitória - Política
Política

Pinheiro anuncia entrega 100% do asfalto no bairro Jardim Vitória

Em defesa do servidor público Pinheiro critica Mendes - Política
Política

Em defesa do servidor público Pinheiro critica Mendes

Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (União Brasil), “detonou” o ex-juiz federal Sérgio Moro - Política
Política

Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (União Brasil), “detonou” o ex-juiz federal Sérgio Moro

Geral

Vereador Juca do Guaraná Filho destina recurso ao Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial - Cidade
Cidade

Vereador Juca do Guaraná Filho destina recurso ao Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial

Emanuel diz que não pensa em aumentar tarifa de ônibus, mas fará se for necessário: “olha o preço do combustível” - Cidade
Cidade

Emanuel diz que não pensa em aumentar tarifa de ônibus, mas fará se for necessário: “olha o preço do combustível”

Concurso Público da força de Segurança MT, deve ser adiado. - Opinião
Opinião

Concurso Público da força de Segurança MT, deve ser adiado.

Testes positivos sobem de 33% para 41% em uma semana, dizem farmácias - Saúde
Saúde

Testes positivos sobem de 33% para 41% em uma semana, dizem farmácias

Facção usou apê de luxo e prédio de quitinetes para lavar dinheiro - Policial
Policial

Facção usou apê de luxo e prédio de quitinetes para lavar dinheiro

Júlio cita convites e avalia em março se segue no União Brasil - Política
Política

Júlio cita convites e avalia em março se segue no União Brasil

Criança de oito anos é a primeira a receber a vacina no Estado - Saúde
Saúde

Criança de oito anos é a primeira a receber a vacina no Estado

Governo lança edital de concurso público para cargos das forças de segurança de MT - Policial
Policial

Governo lança edital de concurso público para cargos das forças de segurança de MT

Mato-grossense 2022: FMF divulga tabela detalhada até a 4ª rodada - Cidade
Cidade

Mato-grossense 2022: FMF divulga tabela detalhada até a 4ª rodada

Kalil Baracat sai de férias e Hazama assume VG por 15 dias - Política
Política

Kalil Baracat sai de férias e Hazama assume VG por 15 dias

Fagundes e outros 4 políticos serão ouvidos em processo contra Pedro Henry - Política
Política

Fagundes e outros 4 políticos serão ouvidos em processo contra Pedro Henry

Aniversario do Deputado Federal Emanuelzinho - Política
Política

Aniversario do Deputado Federal Emanuelzinho

Prefeitura confirma primeira morte em Cuiabá causada por nova cepa da gripe - Saúde
Saúde

Prefeitura confirma primeira morte em Cuiabá causada por nova cepa da gripe

Reunião entre policiais penais e Governo termina sem acordo - Policial
Policial

Reunião entre policiais penais e Governo termina sem acordo

Deputado diz que casos aumentaram 300% em MT: “É preocupante” - Cidade
Cidade

Deputado diz que casos aumentaram 300% em MT: “É preocupante”

Servidores comissionados têm reajuste salarial de mais de 30% com pagamento retroativo de RGAs - Economia
Economia

Servidores comissionados têm reajuste salarial de mais de 30% com pagamento retroativo de RGAs

MT registra 665 novos casos e 9 mortes por Covid na virada de ano - Saúde
Saúde

MT registra 665 novos casos e 9 mortes por Covid na virada de ano

Jornalista e ex-deputado morre aos 64 anos, em Cuiabá; prefeito lamenta - Cidade
Cidade

Jornalista e ex-deputado morre aos 64 anos, em Cuiabá; prefeito lamenta